A Escola

Mais de duzentas crianças e adolescentes já estiveram nas cadeiras das aulas de música desenvolvidas pela Escola de Choro e Cidadania Luizinho 7 Cordas. As aulas tem como base de aprendizagem o choro, gênero musical urbano brasileiro. Os alunos, em sua maioria, são provenientes da Vila Nova e do Paquetá – regiões que concentram grande quantidade de cortiços. A maior parte deles não teria fácil acesso ao gênero musical, e até a possibilidade de descobrir algum dom musical, não fosse a oportunidade oferecida pela Escola.

Além deste encontro com a música, em meio às aulas, são atribuídos conceitos de cidadania, valores sociais e humanos, que fazem com que estes alunos apresentem ao longo de seu crescimento e evolução, características transformadoras. Muitos se tornam mais focados, outros ficam mais calmos. Tem quem melhore seu desempenho escolar, e até quem descubra sua vocação na música.

Desde 2011, a Escola de Choro e Cidadania Luizinho 7 Cordas, que é mantida pelo Clube do Choro de Santos e conta com apoio da Prefeitura Municipal, com o patrocínio da Nita Alimentos e recursos oriundos do JECRIM-Santos, atende gratuitamente crianças e adolescentes de 9 a 17 anos, preferencialmente em situação de vulnerabilidade e risco social. Em 2014 foi firmada uma parceria com a Casa Vó Benedita através da qual surgiu o Núcleo Musical Casa Vó Benedita, sob supervisão musical e administrativa da Escola de Choro e Cidadania Luizinho 7 Cordas, porém as atividades tiveram que ser interrompidas a partir de 2017 por falta de patrocínio. Em 2016 a escola iniciou a execução do projeto Música e Cidadania, financiado com recursos do Fundo Municipal da Criança e do Adolescente, ampliando sua atuação em parceria com escolas publicas, associações civis e secretarias municipais.  Os alunos realizam diversas apresentações em eventos de cunho social e filantrópico, tanto públicos quanto privados, além das apresentações promovidas pelo Clube do Choro nos teatros da cidade. O curso tem duração de 3 anos. 

Já o nome da Escola é uma homenagem a Luiz Araújo Amorim, o Luizinho 7 Cordas. Nascido em Marília (SP), mas santista de coração, ele é considerado um dos melhores violonistas em atividade do Brasil. Foi vencedor do Festival de Choro da Rede Bandeirantes de Televisão em 1977, e consolidou sua fama ao longo dos anos.