Santos, 06 de julho de 2017 – Adrenalina, ansiedade, emoção e muita, muita vontade. Esta era a mistura de sentimentos que acompanhou os alunos da Escola de Choro e Cidadania Luizinho 7 Cordas na noite da última sexta-feira (30) quando aconteceu parte da programação referente às comemorações ao Dia Estadual do Choro. A data oficial, dia 28 de junho, foi escolhida por ser aniversário do compositor e multi-instrumentista Anibal Augusto Sardinha, também conhecido como Garoto, e tornou-se oficial em 2009. A iniciativa do Clube do Choro de Santos, mantenedor da Escola, foi representada pelo então deputado estadual, Paulo Alexandre Barbosa.

  

Como não poderia faltar, entre as canções interpretadas, estava a música Gente Humilde, composta pelo homenageado. Esta foi a primeira vez que alunos, que iniciaram suas atividades na Escola no mês de março, se apresentaram. E a responsabilidade era grande! Afinal, os trabalhos da noite seguiram com o espetáculo musical do Quarteto Villani, grupo instrumental de formação clássica (piano, violino, violoncelo e flauta) que interpreta obras do compositor e maestro Edmundo Villani Cortez.

Para a pequena Maia, que compõe a classe de iniciantes, a apresentação foi um presente de aniversário. “Eu faço nove anos hoje. E foi muito bom subir ao palco! Imaginava que seria difícil, que ficaria nervosa ao ver meus pais e familiares na platéia. Mas quando subi lá, parecia que o nervosismo tinha ido embora assim que nós começamos a tocar a primeira música. Estar entre amigos, pessoas que estão vivendo o mesmo momento que eu, também fez muita diferença. Adorei comemorar meu aniversário desse jeito”, contou a menina. Para o estivador Eduardo Figueira, pai da Maia, a ansiedade pelo espetáculo refletiu bem o envolvimento da menina com a música e as aulas. “Gostei bastante! Ela está desenvolvendo as aptidões musicais, e a gente percebe que ela adora ir pras aulas. Sempre volta pra casa muito satisfeita. Além disso, a gente também percebe que a maia está mais disciplinada, focada. Estamos todos muito contentes”, concluiu.

Além da responsabilidade de abrir o espetáculo para músico profissionais, a platéia também estava repleta deles. O músico José Simonian, referência na região, se disse emocionado. “A apresentação foi irretocável por parte dos alunos e mestres. Vi muitas perspectivas de um futuro saudável na nossa cultura. Gostei muito da atitude de artista destas crianças e adolescentes”, afirmou. E sobre o trabalho desenvolvido pela Escola, Simonian se demonstrou encantado. “Esta é uma iniciativa que já deu certo. Ano a ano os apoiadores tem uma resposta que, acredito, não tem preço. Pelo tanto que representa não somente na vida dos músicos, mas na de todos, ao sabermos que mais pessoas têm acesso e possibilidade para mostrar sua arte, tomando rumos na profissionalização ou fazendo parte da formação intelectual de cada um”.

A programação de comemoração ao Dia Estadual do Choro foi realizada pelo Clube do Choro de Santos. Em meio aos eventos aconteceram workshops e rodas musicais com a presença de grandes nomes deste estilo musical. Para o diretor da Escola, Luiz Fernando Costa Ortiz, a expectativa de fazer uma boa apresentação foi confirmada. “A gente observa essas crianças e adolescentes que chegaram há tão pouco tempo na Escola interpretando tão bem, com tanta emoção e determinação, e quase esquece as dificuldades que a maioria delas tem no dia a dia. Mas ficamos também muito felizes e satisfeitos por podermos tocar a vida deles de maneira tão transformadora com esta oportunidade de proporcionar a esses jovens a possibilidade de se expressar de forma tão enriquecedora através da música. Estão todos de parabéns! Que venham mais e mais desafios, aprendizados e apresentações”.

Álbum de fotos: AQUI.

Vídeo: AQUI.